segunda-feira, 30 de junho de 2014

Na prorrogação, Alemanha vence a Argélia e pega a França nas quartas

Rafael Passos

Getty
Com muita emoção, foi assim que a Alemanha venceu a Argélia no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre nesta segunda-feira (30). A Tricampeã jogou bem abaixo do que poderia mostrar, mas conseguiu ganhar por 2 a 1 e se classificar para as quartas de final da Copa do Mundo, com um gol no começo e outro no fim da prorrogação marcados por Schurrle e Ozil, Djabou ainda descontou nos acréscimos para os argelinos.
 
Nas quartas de final, a Alemanha vai enfrentar a França, que derrotou a Nigéria por 2 a 0. O jogo acontece na próxima sexta-feira (4), às 13h, no Maracanã, no Rio de Janeiro.
 
Alemanha 2 x 1 Argélia
Ficha Técnica
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre
Arbitragem: Sandro Meira Ricci (BRA), auxiliado por Emerson de Carvalho e Marcelo van Gasse (ambos BRA)
Gols: Schurrle 2´1T (PRO), Ozil 14´2T (PRO) (Ale); Djabou 15´2T (PRO) (Arg)
Cartões Amarelos: Lahm (Ale); Halliche (Arg)
Público: 43.063 espectadores
 
Alemanha: Neuer; Mustafi (Khedira), Boateng, Mertesacker e Howedes; Lahm, Schweinsteiger (Kramer) e Kroos; Ozil, Muller e Gotze (Schurrle). Técnico: Joachim Low.
 
Argélia: M'Bolhi; Mandi, Mostefa, Belkalem, Halliche (Bougherra) e Ghoulam; Lacen, Feghouli, Taider (Brahimi) e Soudani (Djabou); Slimani. Técnico: Vahid Halilhodzic.

França bate Nigéria no final e avança para às quartas

Rafael Passos

Foto: David Gray / Reuters

A França passou mais trabalho que esperava, mas venceu a Nigéria por 2 a 0 com os gols marcados no fim e está nas quartas de final da Copa do Mundo de 2014. Com atuação abaixo do esperado e boa quantidade de gols perdidos, a seleção europeia chegou a ser dominada em parte da partida pelas "Super Águias da Nigéria" nesta segunda-feira (30), no Estádio Nacional, em Brasília. Pogba e Yobo (contra) fizeram os gols dos Bleus.

Com a vitória, os campeões do Mundo de 1998 aguardam o adversário das quartas de final, que sairá do confronto entre Alemanha ou Argélia, que jogam ainda nesta segunda. O duelo pelas quartas está marcado para a próxima sexta-feira (4), às 13h, no Maracanã. 


França 2 x 0 Nigéria
Ficha Técnica
Local: Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília (DF) 
Arbitragem: Mark Geiger (EUA), auxiliado por Sean Hurd (USA) e Joe Fletcher (CAN)
Gols: Pogba 34´2T, Yobo (contra) 45´2T 
Cartão Amarelo: Matuidi (F)
Público: 67.882 espectadores 

França: Lloris, Debuchy, Koscielny, Varane; Evra, Cabaye, Matuidi, Pogba, Valbuena (Sissoko), Giroud (Griezmann) e Benzema. Técnico: Didier Deschamps 

Nigéria: Vincent Enyeama, Efe Ambrose, Joseph Yobo, Kenneth Omeruo, Juwon Oshaniwa, Obi Mikel, Ogenyi Onazi (Ruben Gabriel), Peter Odemwingie, Victor Moses (Nwofor), Ahmed Musa e Emmanuel Emenike. Técnico: Stephen Keshi

Costa Rica vence Grécia nos pênaltis e vai para as quartas de final

Rafael Passos

Foto: Damir Sagolj / Reuters

A partida entre Costa Rica e Grécia estava marcada para entrar na história na Copa do Mundo de 2014. Uma das duas iria chegar pela primeira vez na quartas de final do Mundial. Esta honra coube ao time da América Central, que venceu a Grécia em partida disputada na Arena Pernambuco, no Recife. No tempo normal, as equipes empataram por 1 a 1 e mantiveram o placar na prorrogação. Nos pênaltis, os costarriquenhos levaram a melhor e triunfaram por 5 a 3. Os tentos foram marcados por Bryan Ruíz para a Costa Rica e Sokratis Papastathopoulos para os gregos.
 
Depois de eliminar dois campeões do Mundo, Itália e Inglaterra,  a Costa Rica agora vai tentar derrubar mais um gigante das Copas do Mundo. O próximo desafio é a Holanda, que no Castelão, em Fortaleza venceu o México por 2 a 1, de virada. Os times vão se enfrentar pelas quartas de final no sábado, às 17h, na Arena Fonte Nova, em Salvador.
 
Costa Rica 1 (5) x (3) 1 Grécia
Ficha Técnica
Local: Arena Pernambuco, em Recife
Arbitragem: Benjamin Williams (AUS), auxiliado por Matthew Cream e Hakan Anaz (ambos australianos)
Gols: Bryan Ruíz 7´2T (CR); Sokratis Papastathopoulos 46´2T (G)
Cartões Amarelos: Navas, Bryan Ruíz, Tejeda, Duarte, Granados (CR); Manolas, Andreas Samaris (G)
Cartão Vermelho: Duarte (CR)
Público: 41.242 espectadores
 
Costa Rica: Navas; Gamboa (Acosta), Duarte, González, Umaña e Díaz; Borges, Tejeda (Cubero), Bryan Ruíz e Bolaños (Brenes); Campbell. Técnico: Jorge Luis Pinto
 
Grécia: Karnezis; Torosidis, Manolas, Papastathopoulos e Holebas; Karagounis; Salpingidis (Gekas), Maniatis (Katsouranis), Christodoulopoulos e Samaris (Mitroglou); Samaras. Técnico: Fernando Santos
 
Pênaltis:
Costa Rica: Borges (gol), Ruíz (gol), González (gol), Campbell (gol), Umaña (gol)
Grécia: Mitroglou (gol), Christodoulopoulos (gol), Holebas (gol), Gekas (Navas defendeu). 

domingo, 29 de junho de 2014

Holanda vence com gols no fim e elimina México

Rafael Passos

Getty
Com dois gols nos últimos cinco minutos, a Holanda venceu o México por 2 a 1 e conseguiu a classificação às quartas de final da Copa do Mundo. A seleção europeia saiu atrás no placar no início do segundo tempo e estava eliminada até os 42min do segundo tempo e conseguiu a virada  na  última volta do relógio. Os gols foram marcados por Huntelaar e Sneijder, para a Holanda e Giovani do Santos para o México.
 
Com o triunfo conquistado no estádio Castelão, em Fortaleza, a Holanda enfrentará o vencedor do duelo entre Costa Rica e Grécia, que será realizado também neste domingo, na Arena Pernambuco.
 
Holanda 2 x 1 México
Ficha Técnica
Local: Arena Castelão, em Fortaleza
Arbitragem: Pedro Proença (POR), auxiliado por Bertino Miranda (POR) e Jose Trigo (POR)
Gols: Sneijder 43´2T, Huntelaar 48´2T (H); Giovani dos Santos 4´2T (M)
Cartões Amarelos: Rafa Marquez, Aguilar, Guardado (M)
Público: 58.817 espectadores
 
Holanda: Jasper Cillessen; Paul Verhaegh (Depay), Ron Vlaar, De Vrij, Daley Blind, De Jong (Martins Indi), Dirk Kuyt, Georginio Wijnaldum, Wesley Sneijder, Arjen Robbene e Van Persie (Huntelaar). Técnico: Louis van Gaal
 
México: Guillermo Ochoa; Paul Aguilar, Javier Rodriguez, Rafa Marquez, Héctor Moreno (Reyes), Miguel Layún, Carlos Salcido, Héctor Herrera, Andrés Guardado, Giovani dos Santos (Aquino), Oribe Peralta (Hernández). Técnico: Miguel Herrera

sábado, 28 de junho de 2014

James Rodríguez brilha, Colômbia vence Uruguai e pega o Brasil nas quartas

Rafael Passos 

James Rodríguez já pensa no Brasil
Getty Images
A Copa do Mundo 2014 tem um candidato a craque. Trata-se de James Rodríguez de 22 anos, o colombiano marcou duas vezes na vitória de 2 a 0 sobre o Uruguai na noite deste sábado, no Maracanã, no Rio de Janeiro. O resultado credenciou a Colômbia para pegar o Brasil nas quartas de final da Copa do Mundo.
 
Decisivo mais uma vez, o meia James Rodríguez, marcou gol na quarta partida seguida no mundial e assumiu a artilharia isolada da Copa do Mundo, com cinco gols.
 
Nas quartas de final, a Colômbia pega o Brasil, que venceu sofreu para derrotar o Chile em partida disputada no Mineirão, em Belo Horizonte. Após o empate por 1 a 1, os donos da casa levaram a melhor nos pênaltis, por 3 a 2. A partida da próxima fase está marcada para sexta-feira (4), às 17h, no Castelão, em Fortaleza.
 
Colômbia 2 x 0 Uruguai
Ficha Técnica
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Arbitragem: Björn Kuipers (HOL), auxiliado por Sander Van Roekel e Erwin Zeinstra (ambos da Holanda)
Gols: James Rodriguez 27' 1T, James Rodriguez 4' 2T
Cartões Amarelos: Armero (C); Giménez, Lugano (U)
Público: 73.804 espectadores
 
Colômbia: Ospina; Zúñiga, Zapata, Yepes e Armero; Aguilar, Carlos Sánchez, James Rodríguez (Ramos), Cuadrado (Guarín); Jackson Martínez e Téo Gutiérrez (Mejía). Técnico: José Pekerman
 
Uruguai: Muslera; Maxí Pereira (Ramírez), Godín, Giménez e Cáceres; Álvaro Pereira, González (Hernández), Cristian Rodríguez, Arévalo Ríos; Forlán (Stuani) e Cavani. Técnico: Óscar Tabárez

Nos pênaltis, Júlio César salva e Brasil passa pelo Chile

Rafael Passos
Defesa pênalti

Um verdadeiro filme de terror, com mais de duas horas de duração, foi assim o jogo deste sábado (28) no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte (MG).  Nem mesmo o mestre do gênero terror, por exemplo Alfred Hitchcock, poderia imaginar o desfecho dessa história.
 
Depois do empate em 1 a 1 nos noventa minutos do tempo normal, trinta da prorrogação e a dramática decisão no pênaltis, onde venceu por 3 a 2, a Seleção Brasileira se classificou para as quartas de final da Copa do Mundo. David Luiz, marcou para o Brasil e Sánchez, para o Chile.
 
Na decisão por pênaltis, marcaram para o Brasil: David Luiz, Marcelo e Neymar. Willian chutou para fora e Hulk parou nos pés de Bravo. Nas cobranças chilenas foi a vez de Júlio César brilhar. O camisa 12 defendeu os chutes de Pinilla e Sánchez. Na última cobrança, Jara acertou a trave e classificou o Brasil.
 
Nas quartas de final, Brasil vai enfrentar a Colômbia, que venceu o Uruguai por 2 a 0 na noite deste sábado no Maracanã, no Rio de Janeiro, com dois gols de seu camisa 10, James Rodríguez. A partida da próxima fase está marcada para sexta-feira (4), às 17h, no Castelão, em Fortaleza.
 
Brasil 1 (3) x (2) 1 Chile
Ficha Técnica
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Arbitragem: Howard Webb (Inglaterra), auxiliado por Michael Mullarkey e Darren Cann (ambos da Inglaterra)
Gols: David Luiz 19´1T (B); Sánchez 32´1T (C)
Cartões Amarelos: Daniel Alves, Hulk, Luiz Gustavo, Jô (B); Mena, Silva, Pinilla (C)
Público: 57.714 espectadores
 
Brasil: Júlio César; Daniel Alves, David Luiz, Thiago Silva e Marcelo; Luiz Gustavo, Fernandinho (Ramires) e Oscar (Willian); Hulk, Fred (Jô) e Neymar. Técnico: Luiz Felipe Scolari
 
Chile: Bravo; Silva, Medel (Rojas) e Jara; Isla, Aránguiz, Díaz, Vidal (Pinilla) e Mena; Sánchez e Vargas (Gutiérrez). Técnico: Jorge Sampaoli
 

Brasil x Chile e Colômbia x Uruguai lutam por vaga nas quartas de final

Rafael Passos



Brasil, Chile, Uruguai e Colômbia entram em campo neste sábado (28), na abertura da fase de oitavas de final da Copa do Mundo 2014. No Mineirão, em Belo Horizonte, às 13h, o Brasil encara o Chile,  Uruguaios e colombianos se enfrentam às 17h, no Maracanã, no Rio de Janeiro. Os vencedores dos dois confrontos vão se encontrar nas quartas de final, na sexta-feira (4), às 17h, no Castelão, em Fortaleza.
 
No Brasil, líder do grupo A,  a única alteração é a entrada de Fernandinho na vaga de Paulinho. No Chile, que ficou com o segundo lugar do Grupo B, atrás da Holanda, o técnico Jorge Sampaoli tem todo o grupo a disposição.
 
Em mundiais, o Brasil e Chile já se enfrentaram três vezes. Em 1962, no Chile, o escrete canarinho venceu na semifinal por 4 a 2, com dois gols de Vavá e dois de Garrincha. Nas outras duas vezes que chilenos e brasileiros se confrontaram foi exatamente nas oitavas de final. Em 1998, 4 a 1, com gols de César Sampaio e Ronaldo para o Brasil, Marcelo Salas descontou para La Roja e 2010, quando o Brasil fez 3 a 0 com gols de Robinho, Juan e Luís Fabiano.
 
Brasil x Chile
Ficha Técnica
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Arbitragem: Howard Webb (Inglaterra), auxiliado por Michael Mullarkey e Darren Cann (ambos da Inglaterra)
 
Brasil: Júlio César; Daniel Alves, David Luiz, Thiago Silva e Marcelo; Luiz Gustavo, Fernandinho e Oscar; Hulk, Fred e Neymar. Técnico: Luiz Felipe Scolari
 
Chile: Bravo; Silva, Medel e Jara; Isla, Aránguiz, Díaz, Vidal e Mena; Sánchez e Vargas.
Técnico: Jorge Sampaoli
 
Uma das grandes sensações da Copa do Mundo, a Colômbia, dona da melhor campanha na fase de grupos enfrenta o Uruguai que ficou com o segundo lugar do "grupo da morte", que tinha três campeãs mundiais, a partir das 17h no Maracanã, no Rio de Janeiro.
 
Exatamente 64 anos depois, a Celeste Olímpica volta ao gramado do Maracanã em jogos de Copa sem seu principal atacante. Luis Suárez foi suspenso por 9 jogos e quatro meses pela mordida em Chiellini, da Itália. Christian Stuani deve ser escalado no lugar de Suárez. Na Colômbia quem se destacou mais na campanha de três vitórias foi o camisa 10 James Rodríguez. O meia do Mônaco fez um gol em cada jogo, contra Grécia, Costa do Marfim e Japão. Desde 1990, quando foi eliminada por Camarões, a Colômbia não disputa uma partida nas oitavas de final.
 
 
Colômbia x Uruguai
Ficha Técnica
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Arbitragem: Björn Kuipers (HOL), auxiliado por Sander Van Roekel e Erwin Zeinstra (ambos da Holanda)
 
Colômbia: Ospina; Zúñiga, Zapata, Yepes e Armero; Aguilar, Carlos Sánchez, James Rodríguez, Cuadrado e Ibarbo; Gutiérrez. Técnico: José Pekerman
 
Uruguai: Muslera; Álvaro Pereira, Godín, Giménez e Cáceres; Cristian Rodríguez, Arévalo Ríos, González e Lodeiro; Stuani e Cavani. Técnico: Óscar Tabárez

 

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Confira os destaques do último dia da fase de grupos da Copa do Mundo

Rafael Passos

A primeira fase da Copa do Mundo 2014 chegou ao fim nesta quinta-feira (26). Foram definidas as últimas seleções classificadas para as oitavas de final dos grupos G e H. A Alemanha, com gol de Müller, venceu os Estados Unidos por 1 a 0 na Arena Pernambuco, pela última rodada da chave G. Com o resultado, os europeus avançam na primeira colocação da chave, com 7 pontos, enquanto os norte-americanos passam em 2º lugar.

Nas oitavas de final, os alemães enfrentam a Argélia, na segunda-feira (30), às 17, no Beira-Rio, em Porto Alegre. Já os Estados Unidos pegam a Bélgica. O confronto acontece na terça (1º/7), às 17h, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Quem passar de Alemanha e Argélia pega o vencedor do confronto entre França e Nigéria nas quartas de final. Norte-americanos ou belgas enfrentarão nas quartas a Argentina ou a Suíça.

Na outra partida do grupo, Cristiano Ronaldo marcou seu primeiro e único gol nesta Copa do Mundo, mas não conseguiu evitar a eliminação de Portugal. A vitória de 2 a 1 sobre Gana no estádio Mané Garricha, em Brasília não foi suficiente para os portugueses, que perderam a segunda posição do Grupo G do Mundial para os EUA no saldo de gols. Boye contra fez o outro gol português enquanto Asamoah Gyan anotou o gol ganês.

Estados Unidos 0 x 1 Alemanha
Ficha Técnica
Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata-PE
Arbitragem: Ravshan Irmatov (Uzbequistão), auxiliado por Abduxamidullo Rasulov (Uzbequistão) e Bakhadyr Kochkarov (Quirguistão)
Gol: Müller 9' 2T
Cartões Amarelos: González, Beckermann (EUA); Höwedes (A)
Público: 41.876 espectadores

Estados Unidos: Howard; Johnson, Gonzalez, Besler e Beasley; Beckerman, Jones, Zusi (Yedlin), Bradley e Davis (Bedoya); Dempsey. Técnico: Jürgen Klinsmann

Alemanha: Neuer, Boateng, Mertesacker, Hummels e Höwedes; Lahm, Schweinsteiger (Gotze), Kroos, Ozil (Schurrle) e Podolski (Klose); Müller. Técnico: Joachim Löw

Portugal 2 x 1 Gana
Ficha Técnica
Local: Estádio Mané Garrincha, Brasília (DF)
Arbitragem: Nawaf Shukralla (Bahrein), auxiliado por Yaser Tulefat (Bahrein) e Ebrahim Saleh (Bahrein)
Gols: Boye (contra) 30' 1T, Cristiano Ronaldo 34' 2T (P); Asamoah Gyan 11' 2T (G)
Cartões Amarelos: João Moutinho (P); Harrison Afful, Majeed Waris, Jordan Ayew (G)
Público: 67.540 espectadores

Portugal: Beto (Eduardo); João Pereira (Varela), Pepe, Bruno Alves, Miguel Veloso e William Carvalho; Ruben Amorim, João Moutinho, Nani, Cristiano Ronaldo e Éder (Vieirinha). Técnico: Paulo Bento.

Gana: Fatau Dauda; Harrison Afful, John Boye, Jonathan Mensah, Kwadwo Asamoah, Mohammed Rabiu (Afriyie Acquah), Emmanuel Badu, Christian Atsu, André Ayew (Mubarak), Majeed Waris (Jordan Ayew) e Asamoah Gyan. Técnico: James Appiah.

Pelo Grupo H, a Bélgica derrotou a Coreia do Sul por 1 a 0 na Arena Corinthians. Jan Vertonghen, na segunda etapa, marcou o único gol da partida. Com a vitória, os "Diabos Vermelhos" encerraram em primeiro lugar da chave com nove pontos e com 100% de aproveitamento. Nas oitavas de final a Bélgica enfrenta os Estados Unidos na próxima terça-feira (1º/7), 17h, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

Na Arena da Baixada, em Curitiba, a Argélia segurou um empate em 1 a 1 com a Rússia e garantiu classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo. Kokorin abriu o placar para os russos no começo da partida, mas Slimani igualou o marcador na segunda etapa. Com a classificação em segundo do Grupo H, a Argélia será a adversária da Alemanha no Beira-Rio na próxima segunda-feira (30), às 17h. O vencedor pegará quem passar do confronto entre França e Nigéria.

Coreia do Sul 0 x 1 Bélgica
Ficha Técnica
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP) 
Arbitragem: Benjamin Willians (Austrália), auxiliado por Matthew Cream e Hakan Anaz (ambos da Austrália)
Gol: Vertonghen 33´2T
Cartões: Amarelos: Hong Jeong-Ho (COR); Dembele (BEL)
Cartão Vermelho: Defour (BEL)
Público: 61.397 pessoas 

Coreia do Sul: Senggyu Kim, Lee Yong, Young-Gwon Kim, Jeong-Ho Son e Suk-Young Yun; Kook-Young Han (Lee Keun-Ho), Chung-Yong Lee, Sung-Yueng Ki e Koo Já Cheol; Heung-Min Son (Dongwon Ji) e Shinwook Kim (Kim Bo-Kyung). Técnico: Hong Myumg-Bo

Bélgica: Courtois, Vanden Borre, Van Buyten, Lombaerts e Vertonghen; Defour, Dembele, Fellaini; Mertens (Origi), Januzaj (Chadli) e Mirallas (Hazard).
Técnico: Marc Wilmots

Argélia 1 x 1 Rússia
Ficha Técnica
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Arbitragem: Cuneyt Cakir (TUR), auxiliado por Bahattin Duran e Tarik Ongun (ambos TUR)
Gols: Slimani 15´12T (A); Kokorin 6´1T (R)
Cartões Amarelos: Mesbah, Cadamuro e Ghilas (A); Kombarov e Kozlov (R)
Público: 39.311 espectadores

Argélia: Mbolhi; Mandi, Belkalem, Halliche e Mesbah; Medjani, Bentaleb, Feghouli, Djabou (Ghilas) e Brahimi (Yebda); Slimani (Soudani). Técnico: Vahid Halilhodzic

Rússia: Akinfeev; Kozlov, Berezutskiy, Ignashevich e Kombarov; Glushakov (Denisov), Fayzulin, Samedov e Shatov (Dzagoev); Kokorin e Kerzhakov (Kanunnikov). Técnico: Fabio Capello

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Quinta-feira define os últimos classificados para as oitavas

Rafael Passos

Montagem/AFP

A Copa do Mundo já conhece seis dos oito confrontos da próxima fase da competição. Nesta quinta-feira (26) termina a primeira fase do torneio, com as últimas definições dos classificados e dos cruzamentos nas oitavas de final.

No Grupo G, tudo pode acontecer. Todos podem se classificar e também todos podem ser eliminados. A Alemanha e os Estados Unidos se enfrentam às 13h, na Arena Pernambuco, no Recife. As duas seleções têm quatro pontos e um empate classifica ambas, com alemães em primeiro e norte-americanos em segundo. A situação da Alemanha é mais confortável. Com saldo positivo de quatro gols, pode perder por dois gols de diferença que, ainda assim, tem muitas chances de passar de fase, mesmo que em segundo lugar. Já os Estados Unidos estão com um gol de saldo.

Estados Unidos x Alemanha
Ficha Técnica
Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata-PE
Data: 26 de junho de 2014, quinta-feira
Horário: 13h (horário de Brasília)
Arbitragem: Ravshan Irmatov (Uzbequistão), auxiliado por Abduxamidullo Rasulov (Uzbequistão) e Bakhadyr Kochkarov (Quirguistão)

Estados Unidos: Howard; Johnson, Cameron, Besler e Beasley; Beckerman, Jones, Zusi, Bradley e Bedoya; Dempsey. Técnico: Jürgen Klinsmann

Alemanha: Neuer, Boateng, Mertesacker, Hummels e Höwedes; Lahm, Khedira e Kroos; Ozil, Müller e Gotze. Técnico: Joachim Low

Na outra partida da chave, no mesmo horário, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, Portugal e Gana a espera de um milagre. As duas seleções precisam vencer para levar a vaga e torcer para que haja um vencedor no outro jogo. Com um empate, os dois times morrem abraçados, independentemente do que ocorrer na Arena Pernambuco.

Entre lusos e ganeses, no entanto, as chances dos africanos são maiores. Com saldo de um gol negativo, as Estrelas Negras precisam vencer por dois gols de diferença e torcer para que os Estados Unidos percam por um placar simples, 1 a 0 por exemplo. Portugal tem saldo negativo de quatro gols, precisa aplicar uma goleada e torcer por uma derrota dos sobrinhos do Tio Sam, para que possa superá-los no saldo de gols.

Se dentro do campo a classificação do time de Gana neste Mundial ainda é viável, fora dele não se pode dizer o mesmo. Os jogadores, em resposta ao não pagamento pela participação na Copa (cerca de R$ 225 mil para cada atleta) não treinaram na última terça-feira e ameaçaram não viajar para Brasília. O governo nacional precisou intervir e na noite desta quarta-feira, os jogadores receberam a premiação. Apenas o lateral-direito Daniel Opare, lesionado, não está á disposição do treinador James Appiah. 

Nesta quinta-feira (26), a  Federação de Gana decidiu pela expulsão dos jogadores Sulley Muntari (Milan) e Kevin-Prince Boateng (Schalke 04) de sua seleção por atos de indisciplina. Sulei Muntari agrediu fisicamente um integrante do Comitê Executivo da seleção ganesa durante uma reunião. Já Boateng se desentendeu com o treinador Kwasi Appiah.

Do lado português, muitos desfalques. O goleiro Rui Patrício, o lateral-esquerdo André Almeida e os atacantes Hélder Postiga e Hugo Almeida sequer treinaram com o resto da equipe nesta quarta-feira e não devem atuar. Sendo assim, Ricardo Costa deve ser improvisado na defesa esquerda e o craque Cristiano Ronaldo pode virar centroavante. A boa notícia para Portugal é o retorno do zagueiro Pepe, que foi expulso no primeiro jogo do Mundial, na derrota de 4 a 0 para a Alemanha. O jogador formará dupla de zaga com Bruno Alves.


Portugal x Gana
Ficha Técnica
Local: Estádio Mané Garrincha, Brasília (DF)
Data: 26 de junho de 2014, quinta-feira
Horário: 13h (horário de Brasília)
Arbitragem: Nawaf Shukralla (Bahrein), auxiliado por Yaser Tulefat (Bahrein) e Ebrahim Saleh (Bahrein)

Portugal: Beto, João Pereira, Pepe, Bruno Alves e Ricardo Costa; Miguel Veloso, Raul Meireles e João Moutinho; Nani, Varela e Cristiano Ronaldo. Técnico: Paulo Bento.

Gana: Dauda; Afful, Mensah, Boye e Asamoah; Muntari, Rabiu, Atsu e Kevin-Prince Boateng; Andre Ayew e Asamoah Gyan. Técnico: James Appiah.


Grupo H
Neste grupo, apenas a Bélgica tem vida tranquila. Já classificados, os “Diabos Vermelhos”, como são chamados os belgas, enfrentam a Coreia do Sul, às 17h, na Arena Corinthians, em São Paulo. Para eles, um empate basta para confirmar a primeira colocação do Grupo H. Os sul-coreanos têm um trabalho mais árduo. Os Tigres Precisam vencer os belgas por uma boa diferença de gols e torcer para que a Argélia não vença a Rússia, no mesmo horário, em Curitiba.

Para a partida desta quarta-feira na Arena Corinthians, a Bélgica não poderá contar com sua dupla de defesa titular. Thomas Vermaelen está com uma lesão no tendão da coxa esquerda, sofrida na vitória do último domingo sobre a Rússia, e precisará de uma semana para se recuperar. Já Vincent Kompany, que é o capitão da equipe, voltou a sentir dores na virilha e deverá retornar somente nas oitavas de final. Além dos zagueiros, também não vão a campo o lateral-direito Toby Alderweireld e o volante Alex Witsel, pendurados com um cartão amarelo. 

A Coreia do Sul, comandada por Hong Myung Bo somou apenas um ponto e precisa vencer os belgas, torcer por vitória da Rússia ou empate, e depois tirar a diferença no saldo de gols. O técnico sul-coreano tem muitas dúvidas para escalar a Coreia do Sul. Nem mesmo o atacante Park Chu Young, craque e mais famoso do time, tem posto garantido. Os treinos fechados durante a semana impediram qualquer pista sobre quem entra em campo.

A Bélgica, com seis pontos, já está classificada e precisa apenas de um empate para assegurar a primeira colocação do grupo H sem depender resultado do duelo entre Argélia e Rússia, que têm três e um ponto, respectivamente. A Coreia do Sul, também com um, deve vencer e ainda torcer para que os russos batam os argelinos ou que esta partida empate. Além disso, deverá descontar grande desvantagem no saldo de gols, -2 da Coreia, contra -1 da Rússia e 1 da Argélia.

Coreia do Sul x Bélgica
Ficha Técnica
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP) 
Data: 26 de junho de 2014, quinta-feira
Horário: 17 horas (de Brasília) 
Arbitragem: Benjamin Willians (Austrália), auxiliado por Matthew Cream e Hakan Anaz (ambos da Austrália)

Coreia do Sul: Sung-Ryong; Lee Yong, Young-Gwon, Jeong-Ho e Suk-Young; Kook-Young, Chung-Yong, Sung-Yueng e Já-Cheol; Heung-Min e Chu-Young. Técnico: Hong Myumg-Bo

Bélgica: Courtois; Ciman; Vertonghen, Van Buyten e Lombaerts; Dembele, Witsen (Fellaini), De Bruyne, Hazard e Mertens; Lukaku (Origi). Técnico: Marc Wilmots

No outro jogo, os argelinos avançam com um empate caso a Coreia do Sul não vença por mais de dois gols de diferença. Mas, se não quiserem sofrer calculando o saldo de gols, basta vencer a Rússia e garantem a vaga. Os russos vão tentar tirar a vaga dos africanos e só a vitória interessa. Além de vencer, precisam torcer para que a Coreia do Sul não vença a Bélgica.

O treinador da Argélia, Vahid Halilhodzic, já indicou que deverá manter a mesma base diante dos russos. Entretanto, embora sem revelar a escalação, ele deixou no ar que algumas mudanças serão feitas por questões físicas. Pelo lado da Rússia, a expectativa é que Capello mantenha os mesmos atletas que empataram com a Coreia em 1 a 1 e perderam para a Bélgica por 1 a 0.

Argélia x Rússia
Ficha Técnica
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 26 de junho de 2014 (quinta-feira)
Horário: 17h (de Brasília)
Arbitragem: Cuneyt Cakir (Turquia), auxiliado por Bahattin Duran e Tarik Ongun (ambos da Turquia)

Argélia: M’bolhi; Mandi, Bouguerra, Halliche e Mesbah; Medjani, Bentaleb, Feghouli, Brahimi e Djabou; Slimani. Técnico: Vahid Halilhodzic

Rússia: Akinfeev; Eschenko, Berezutskiy, Ignashevich e Kombarov; Gushakov, Fayzulin, Samedov, Kanunnikov e Shatov; Kokorin. Técnico: Fabio Capello


quarta-feira, 25 de junho de 2014

Confira os jogos que aconteceram nesta quarta-feira (25), na Copa do Mundo

Rafael Passos

Nesta quarta-feira (25), foi disputada a última rodada grupos E e F da Copa do Mundo. Os jogos desta quarta decidiram vagas e posições, por isso, os jogos do mesmo grupo aconteceram simultaneamente.
 
Grupo E
A Suíça para se classificar às oitavas, bastaria vencer Honduras, que tinha duas derrotas. Jogando na Arena da Amazônia, os suíços venceram a equipe centro-americana por 3 a 0, com três gols de Xherdan Shaqiri. Nas oitavas de final, Schweizer Nati vai enfrentar a Argentina, primeira colocada do Grupo F. O jogo será na próxima terça-feira (1º/7), às 13h, na Arena Corinthians, em São Paulo.
 
Honduras 0 x 3 Suíça
Ficha Técnica
Local: Arena da Amazônia, em Manaus
Arbitragem: Nestor Pitana (ARG), auxiliado por Hernan Maidana (ARG) e Juan Pablo Belatti (ARG)
Gols: Xherdan Shaqiri 5´1T, 31´1T, 25´2T
Cartão Amarelo: Jerry Palacios (H)
Público: 40.322 espectadores
 
Honduras: Noel Valladares; Brayan Beckeles, Victor Bernárdez, Maynor Figueroa, Juan Carlos García, Jorge Claros, Wilson Palacios, Boniek García (Andy Najar), Roger Espinoza (Marvin Chavez), Jerry Bengtson, Carlo Costly (Jerry Palacios). Técnico: Luís Fernando Suárez
 
Suíça: Diego Benaglio; Stephan Lichtsteiner, Johan Djourou, Fabian Schär, Ricardo Rodriguez; Valon Behrami, Gökhan Inler, Xherdan Shaqiri (Blerim Dzemaili), Granit Xhaka (Lang), Admir Mehmedi, Josip Drmic (Haris Seferovic). Técnico: Ottmar Hitzfeld
 
No mesmo horário, a França enfrentou o Equador no Maracanã. Equipe com melhor campanha nas duas primeiras rodadas da Copa do Mundo, a França empatou com a seleção equatoriana sem gols e garantiu a liderança da chave com 7 pontos. O resultado eliminou La Tri da Copa. Les Bleu encaram a Nigéria na segunda-feira (30), às 13h, no Mané Garrinha, em Brasília, nas oitavas de final.
 
Equador 0 x 0 França
Ficha Técnica
Local: Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro
Arbitragem: Noumandiez Doue (CDM), auxiliado por Songuifolo Yeo (CDM) e Jean Claude Birumushahu (Burundi)
Cartão Amarelo: Erazo (E)
Cartão Vermelho: Antonio Valência (E)
Público: 73.749 espectadores

Equador: Dominguez; Paredes, Guagua, Erazo e Ayoví; Noboa (Caicedo), Minda, Montero (Renato Ibarra), Arroyo (Gabriel Achilier) e Antonio Valência; Enner Valencia. Técnico: Reinaldo Rueda

França: Lloris; Sagna, Koscielny, Sakho (Raphaël Varane) e Digne; Schneiderlin, Matuidi (Olivier Giroud), Sissoko e Pogba; Griezmann (Loïc Rémy) e Benzema. Técnico Didier Deschamps
 
Grupo F
Já classificada para as oitavas de final da Copa do Mundo, a Argentina entrou em campo para enfrentar a Nigéria no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Um empate na partida garantia a liderança para os argentinos. Mas a Albiceleste comandada por Lionel Messi fez mais que isso. Com dois gols do camisa 10, a Argentina venceu as Super Águias nigerianas por 3 a 2. Marcos Rojo fez o terceiro gol argentino, Musa marcou os dois gols da Nigéria. Nas oitavas, a Argentina enfrenta a Suíça na próxima terça-feira (1º/7), às 13h, na Arena Corinthians, em São Paulo e os africanos pegam a França na segunda-feira (30), às 13h, em Brasília.
 
Nigéria 2 x 3 Argentina
Ficha Técnica
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre
Arbitragem: Nicola Rizzoli (ITA), auxiliado por Renato Faverani (ITA) e Andrea Stefani (ITA)
Gols: Musa 4´1T, 2´2T (N); Messi 2´1T, 47´1T, Rojo 5´2T (A)
Cartões Amarelos: Omeruo, Oshaniwa (N)
Público: 43.285 espectadores

Nigéria: Enyeama; Ambrose, Yobo, Oshaniwa e Omeruo; Obi Mikel, Onazi, Musa e Babatunde (Uchebo); Odemwingie (Nwofor) e Emenike. Técnico: Stephen Keshi

Argentina: Romero; Zabaleta, Fernández, Garay e Rojo; Gago, Mascherano, Di María, Aguero (Lavezzi) e Messi (Ricky Álvarez); Higuaín (Biglia). Técnico: Alejandro Sabella.
 
No grupo que já tinha a Argentina classificada para as oitavas de final, Bósnia-Herzegovina e Irã fizeram duelo onde só o time árabe ainda tinha chance de classificação. No jogo disputado na Arena Fonte Nova, em Salvador, a Bósnia venceu por 3 a 1 e se despediu da Copa, foi o primeiro triunfo bósnio na história dos mundiais. O gols da equipe dos Bálcãs foram marcados por Edin Džeko, Pjanic e Vršajevic, Ghoochannejhad descontou para o Irã.
 
Bósnia-Herzegovina 3 x 1 Irã
Ficha Técnica
Local: Arena Fonte Nova, Salvador
Arbitragem: Carlos Velasco Carballo (ESP), auxiliado por Roberto Alonso Fernandez (ESP) e Juan Yuste (ESP)
Gol: Edin Džeko 23´1T, Pjanic 14´2T, Vršajevic 38´2T (B); Ghoochannejhad 37´2T (I)
Cartões Amarelos: Bešic (B); Karim Ansarifard (I)
Público: 48.011 espectadores

Bósnia-Herzegovina: Asmir Begovic; Avdija Vršajevic..., Toni Šunjic, Emir Spahic, Sead Kolašinac, Miralem Pjanic, Muhamed Bešic, Anel Hadzic (Ognjen Vranješ), Tino Susic (Sejad Salihovic), Edin Džeko (Visca), Vedad Ibiševic. Técnico: Safet Susic

Irã: Alireza Haghighi; Pejman Montazeri, Jalal Hosseini, Amir Hossein, Mehrdad Pooladi, Timotian Andranik, Javad Nekounam, Masoud Shojaei (Khosro Heydari), Ashkan Dejagah (Ansarifard), Ehsan Hajysafi (Alireza), Reza Ghoochannejhad. Técnico: Carlos Queiroz

terça-feira, 24 de junho de 2014

Destaques da Copa do Mundo nesta terça-feira

Rafael Passos

A terça-feira (24), trará a confirmação de mais dois jogos das oitavas de final da Copa do Mundo de 2014. Os oito times dos grupos C e D entrarão em campo disputando a classificação. Apenas quatro seguirão disputando o Mundial do Brasil.

Na chave C, apenas o Japão está em situação difícil no grupo, mas ainda tem chance de chegar às oitavas. Os Samurais Azuis precisam vencer a Colômbia e torcer para que a lanterna Grécia vença a Costa do Marfim.

A Colômbia está tranquila. Já classificada, joga para confirmar a primeira colocação na chave e encarar quem acabar em segundo no grupo D. Lanterna no grupo, a Grécia passa de fase se vencer a Costa do Marfim e o Japão sair derrotado da partida diante da Colômbia. Para os africanos, um empate significa a classificação, caso os asiáticos não vençam os colombianos na outra partida da chave.

Japão x Colômbia
Ficha Técnica
Local: Arena Pantanal, Cuiabá (MT) 
Data: 24 de junho de 2014, terça-feira 
Horário: 17 horas (de Brasília) 
Arbitragem: Bertino Miranda, de Portugal, auxiliado por Jose Trigo e Roberto Miranda

Japão: Kawashima; Uchida, Yoshida, Kondo, Nagatomo; Yamaguchi, Hasebe e Honda; Okazaki, Okubo e Osako. Técnico: Alberto Zachieroni

Colômbia: Ospina; Zunga, Yepes, Zapata e Armero; Carlos Sanchez, Aguillar, Cuadrado, James Rodríguez; Ibarbo e Teófilo Gutiérrez. Técnico: José Pekerman

Grécia x Costa do Marfim
Ficha Técnica
Local: Estádio Castelão, Fortaleza (CE).
Data: 24 de junho de 2014, terça-feira.
Horário: 17h (de Brasília)
Arbitragem: Carlos Vera (EQU), auxiliado por Christian Lescano (EQU) e Byron Romero (EQU)

Grécia: Karnezis; Torosidis, Manolas, Papasthatopoulos e Cholevas; Katsouranis, Maniatis, Kone, Fetfatzidis e Samaras; Mitroglu. Técnico: Fernando Santos (POR)

Costa do Marfim: Barry; Aurier, Zokora, Bamba e Boka; Tiote, Serey e Yaya Touré; Gradel, Gervinho e Bony (Drogba). Técnico: Sabri Lamouchi (FRA)

No Grupo D, Uruguai e Itália decidem quem se classifica às oitavas de final. Os dois campeões mundiais chegam ao último jogo com campanhas parecidas.

Ambos foram surpreendidos e derrotados pela Costa Rica, primeira seleção a se classificar no "grupo da morte" e venceram a seleção Inglesa por 2 a 1. O jogo começa às 13h, na Arena das Dunas, em Natal, só a vitória interessa aos uruguaios. Para os italianos, um empate já garante a classificação.

A surpresa Copa do Mundo de 2014 jogará para confirmar a primeira colocação no Grupo D. Após duas vitórias em dois jogos, a Costa Rica quer manter os 100% de aproveitamento diante da Inglaterra em Belo Horizonte. Os ingleses, já eliminados, jogam apenas para cumprir tabela.

Uruguai x Itália
Ficha Técnica
Local: Estádio Arena das Dunas, em Natal (RN) 
Data: 24 de junho de 2014, terça-feira 
Horário: 13h (de Brasília) 
Arbitragem: Marco Rodriguez (MÉX), auxiliado por Marvin Torrentera e Marcos Quintero (ambos do México)

Uruguai: Muslera; Maxi Pereira (Álvaro Pereira); Godín, Giménez e Cáceres; Arévalo Ríos, Álvaro González, Lodeiro e Cristian Rodríguez; Cavani e Suárez. Técnico: Óscar Tabárez

Itália: Buffon; Barzagli, Bonucci e Chiellini; Darmian, Verratti, Pirlo, Marchisio e De Sciglio; Immobile e Balotelli. Técnico: Cesare Prandelli

Costa Rica x Inglaterra
Ficha Técnica
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte
Data: 24 de junho de 2014, terça-feira 
Horário: 13h (de Brasília)
Arbitragem: Djamel Haimoudi (Argélia), auxiliado por Redouane Achik (Marrocos) e Abdelhak Etchiali (Argélia)

Costa Rica: Navas; Miller, Duarte e González; Gamboa, Borges, Tejeda e Díaz; Brenes, Campbell e Ruiz. Técnico: Jorge Luis Pinto

Inglaterra: Foster; Smalling, Cahill, Jones e Shaw; Wilshere, Lampard, Milner e Barkley; Lallana e Sturridge. Técnico: Roy Hodgson

Holanda é campeã do grupo B, México vence Croácia e pega a Holanda e Espanha se despede com vitória

Rafael Passos


A primeira fase da Copa do Mundo de 2014 chegará ao fim nesta semana, por meio da última rodada de suas oito chaves, que foi iniciada na tarde desta segunda-feira (23) com confrontos decisivos dos grupos A e B. Além do jogo do Brasil, mais três partidas agitaram o dia. 

Nas partidas válidas pela chave B, Holanda e Chile se enfrentaram na Arena Corinthians, em São Paulo disputando o primeiro lugar. Até então responsáveis, juntos, por 13 gols em quatro jogos, as duas equipes fizeram um bom jogo que terminou com a vitória holandesa por 2 a 0. Leroy Fer e Memphis Depay marcaram para os europeus.

Atual vice-campeã, a Holanda ficou em primeiro lugar do grupo B com nove pontos. Agora, a seleção comandada por Louis van Gaal vai encarar o México, segundo colocado na chave A, na qual o Brasil ficou em primeiro. O duelo das oitavas de final acontece a partir das 13h do próximo domingo (29), no Castelão, em Fortaleza..

O Chile, que assim como a Holanda já estava classificado, fecha a primeira fase com seis pontos e jogará um dia antes, sábado, também às 13h, no Mineirão, em Belo Horizonte, contra o Brasil. 

Holanda 2 x 0 Chile
Ficha Técnica
Local: Arena São Paulo, em São Paulo (SP) 
Arbitragem: Bakary Gassama (Gâmbia), auxiliado por Evarist Menkouande (Camarões) e Felicien Kabanda (Ruanda) 
Gols: Fer 31´2T e Depay 46´2T
Cartões Amarelos: Blind (HOL); Silva (CHI) 
Público: 62.996 espectadores 

Holanda: Cillessen; Janmaat, De Vrij, Vlaar e Blind; De Jong, Wijnaldum e Sneijder (Fer); Robben, Lens (Depay) e Kuyt (Kongolo). Técnico: Louis Van Gaal

Chile: Bravo; Medel, Silva (Valdivia) e Jara; Isla, Diaz, Aránguiz, Gutiérrez (Beausejour) e Mena; Vargas (Pinilla) e Alexis Sánchez. Técnico: Jorge Sampaoli

Um jogo com clima de final de festa, assim foi a partida entre Espanha e Austrália na Arena da Baixada, em Curitiba. Em um disputa que não valia qualquer coisa para Espanha e Austrália, já eliminadas da Copa do Mundo, David Villa, Fernando Torres e Juan Mata fizeram os gols na vitória espanhola por 3 a 0. 

Os mais de 39 mil espectadores que foram a Arena da Baixada podem ter visto a última atuação da melhor geração espanhola da história. Assim, como os brasileiros assistiram a pior campanha da Roja no principal evento do futebol desde 1966. Ou seja, em 48 anos. Na Inglaterra, a Espanha também venceu um jogo e perdeu os outros dois, caindo na fase de grupos.

Peças importantes da Fúria podem ter se despedido contra os Socceroos. O técnico Vicente del Bosque não sabe se fica, Iker Casillas, Xabi Alonso e Xavi estariam próximos do adeus. Uma despedida já é certa: o atacante David Villa, 32 anos, maior artilheiro da história da Roja, com 59 gols, 9 gols em Copas.

Austrália 0 x 3 Espanha
Ficha Técnica
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Arbitragem: Nawaf Shukralla (BAR), auxiliado por Yaser Tulefat e Ebrahim Saleh (ambos BAR)
Gols: David Villa 36´1T, Fernando Torres 24´2T e Juan Mata 36´2T
Cartões Amarelos: Spiranovic (A); Sergio Ramos (E)
Público: 39.375 espectadores

Austrália: Ryan; McGowan, Wilkinson, Spiranovic e Davidson; McKay, Jedinak e Bozanic (Bresciano); Oar (Troisi), Leckie e Taggart (Halloran). Técnico: Ange Postecoglou.

Espanha: Pepe Reina; Juanfran, Albiol, Sergio Ramos e Jordi Alba; Xabi Alonso (David Silva), Koke, Iniesta e Cazorla (Fábregas); David Villa (Juan Mata) e Fernando Torres. Técnico: Vicente del Bosque.

No Grupo A, o mesmo do Brasil, a seleção mexicana parecia que estava jogando no estádio Azteca. Com maioria absoluta da torcida na Arena Pernambuco, o México foi no embalo da massa e venceu a Croácia por 3 a 1 pela última rodada da fase de classificação da Copa do Mundo. O resultado classifica a equipe norte-americana para as oitavas de final na 2ª posição, enquanto os europeus se despedem. Rafa Márquez, Guardado e Javier "Chicharito" Hernández marcaram para El Tricolor. Perisic descontou para os croatas. 

Nas oitavas de final, o México encara a Holanda, que terminou na primeira colocação do grupo B. O duelo será no domingo (29), na Arena Castelão, em Fortaleza, às 13h.

Croácia 1 x 3 México
Ficha Técnica
Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata-PE
Arbitragem: Ravshan Irmatov (UZB), auxiliado por Abdukhamidullo Rasulov (UZB) e Bakhadyr Kochkarov (QUI)
Gols: Perisic 41´2T (C); Rafa Márquez 26´2T, Guardado 29´2T e Javier Hernández 36´2T (M)
Cartões Amarelos: Rakitic (CRO); Rafa Márquez e Vázquez (MEX)
Cartão Vermelho: Rebic (CRO)
Público: 41.212 espectadores

Croácia: Pletikosa; Srna, Corluka, Lovren e Vrsaljko (Kovacic); Pranjic (Jelavic), Rakitic e Modric, Perisic, Olic (Rebic) e Mandzukic Técnico: Niko Kovac

México: Ochoa; Aguilar; Rodríguez, Rafa Márquez, Hector Moreno e Layun; Vázquez, Herrera e Guardado (Fabian); Giovanni dos Santos (Javier Hernandez) e Oribe Peralta (Peña) Técnico: Miguel Herrera

Brasil vence Camarões e enfrenta o Chile nas oitavas

Rafael Passos

Getty
Com mais uma grande atuação de Neymar, a Seleção Brasileira está classificada para as oitavas de final da Copa do Mundo. Nesta segunda-feira (23), no estádio Mané Garrincha, em Brasília, o Brasil venceu Camarões por 4 a 1 e garantiu a primeira colocação do grupo A. O camisa 10 marcou dois, Fred e Fernandinho completaram o triunfo brasileiro, Matip fez o de honra dos "Leões Indomáveis". Agora, a equipe de Luiz Felipe Scolari terá pela frente o Chile na fase de oitavas de final. 

O outro classificado da chave foi o México, que venceu a Croácia por 3 a 1 e terminou com os mesmos sete pontos que o Brasil, mas com desvantagem nos critérios de desempate.

A seleção chilena, que faz excelente campanha na Copa do Mundo, com duas vitórias em dois jogos e direito a chocolate na atual campeã Espanha é uma um freguesa histórica da amarelinha em Mundiais. Foram três jogos, todos com vitórias brasileiras. 

OS CONFRONTOS:
13 de junho de 1962 - Santiago, Chile - Brasil 4 x 2 Chile - Copa do Mundo
Garrincha e Vavá, duas vezes cada, para o Brasil, e Sanchez e Toro, para o Chile.

27 de junho de 1998 - Paris, França - Brasil 4 x 1 Chile - Copa do Mundo
Dois gols de César Sampaio e dois de Ronaldo, para o Brasil, e Marcelo Salas, para o Chile.

28 de junho de 2010 - Joanesburgo, África do Sul - Brasil 3 x 0 Chile - Copa do Mundo
Juan, Luis Fabiano e Robinho marcaram os gols.

Diferentemente dos outros jogos, o Brasil começou a partida indo para cima. Logo aos dois minutos, Neymar lançou  a bola para Daniel Alves, que cruzou para Paulinho. O volante, porém, foi travado no momento do chute. Aos 9min, Camarões, sem Eto'o que começou no banco machucado e Song suspenso, teve boa chance de abrir o placar, em chute de Moukankjo que tinha a direção do gol antes da bola bater em Marcelo.

Aos 15 minutos, Neymar levou um empurrão, quando a bola já estava fora de campo, de Nyom, ignorado pelo árbitro sueco Jonas Eriksson. O episódio parece ter deixado o atacante com fome de gol. Aos 17 minutos, Luiz Gustavo roubou a bola pela esquerda, avançou perto da lateral e encontrou Neymar livre dentro da área. Com categoria, o atacante tocou de pé direito no canto esquerdo do goleiro Itandje. Foi o terceiro gol do camisa 10 na Copa, e também o centésimo gol de toda a competição.

Aos 20, em chute de sem pulo, Neymar quase marcou o segundo. Depois dos sustos, Camarões reagiu. Primeiro em jogada aérea, com cabeçada no travessão. Aos 26 minutos, Nyom, fez jogada individual pela esquerda, passou por Daniel Alves e cruzou para Matip, livre na pequena área, empatar o jogo. Foi o primeiro gol da seleção africana na Copa.

Mas a tarde era com certeza de Neymar. Em novo erro na saída de bola camaronesa, o agora artilheiro da Copa, com 4 gols, recebeu passe de Marcelo na entrada da área, cortou N'Koulou e bateu para vencer Itandje novamente e colocar o Brasil em vantagem de novo. 
Depois o intervalo, Felipão optou pela entrada de Fernandinho no lugar de Paulinho. Logo no começo da segunda etapa, a seleção marcou o terceiro gol. Aos 4 minutos, Fernandinho acertou bom passe para David Luiz. Pela esquerda, o zagueiro cruzou, e Fred, impedido, fez o primeiro dele no Mundial. 

Depois do gol, o comandante brasileiro colocou Ramires, no lugar de Hulk, que novamente não jogou bem. Aos 25 minutos, Neymar foi substituído por Willian. Pendurado com um cartão amarelo, recebido na estreia, e com dores após choque, o craque foi preservado por Felipão. 

Com o jogo se encaminha para o final, Luiz Gustavo sentiu contusão, mas ficou em campo, já que Felipão havia efetuado todas as substituições. Mas Fernandinho teve tempo de marcar o quarto gol. Aos 39min, ele fez triangulação com Fred e Oscar, e chutou com categoria para sacramentar a goleada, 4 a 1.

A seleção embarcou ainda nesta segunda-feira para Teresópolis, sua base de treinamentos durante a Copa. O time deve viajar na quinta-feira para Belo Horizonte, onde enfrenta o Chile, no sábado (28), às 13h, no estádio do Mineirão.


Camarões 1 x 4 Brasil
Ficha Técnica
Local: Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Arbitragem: Jonas Eriksson (SUE), auxiliado por Mathias Klasenius e Daniel Warnmark (ambos da Suécia)
Gols: Matip 26´2T (CAM); Neymar 17´1T e 34´1T, Fred 4´2T, Fernandinho 39´2T
Cartões Amarelos: Enoh, Mbia e Salli (CAM)
Público: 69.112 espectadores

Camarões: Itandje; Nyom, Nkoulou, Matip e Bedimo; Nguemo, Enoh e Mbia; Choupo Moting (Makoun), Moukandjo (Salli) e Aboubakar (Webo). Técnico: Volker Finke

Brasil: Júlio César; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho (Fernandinho) e Oscar; Hulk (Ramires), Fred e Neymar (Willian). Técnico: Luiz Felipe Scolari

segunda-feira, 23 de junho de 2014

No 100º jogo em Copas, Brasil enfrenta Camarões para carimbar a vaga nas oitavas

Rafael Passos

O sonho do sexto título para seleção brasileira passa pelo estádio Nacional Mané Garrincha. O selecionado brasileiro entra em campo nesta segunda-feira, às 17h, em Brasília, contra Camarões para manter vivo o sonho de enfim conquistar um título da Copa do Mundo em casa e, principalmente, evitar o vexame de deixar o torneio ainda na fase de grupos. Para isso, precisa superar a desconfiança dos torcedores conquistar ao menos um empate no contra os "Leões Indomáveis",  já eliminados, em duelo pela 3ª rodada do Grupo A. 

No 100° jogo do país em mundiais, um ponto classifica a seleção as oitavas de final. Caso percam de Camarões, os comandados de Felipão ainda podem avançar, desde que a Croácia também seja derrotada, no mesmo horário, no Recife, pelo México.

Com uma vitória sobre a Croácia (3 a 1) e um empate com o México (0 a 0), a seleção deixou para o seu último jogo a definição da classificação, o que não acontecia desde a Copa de 1978. O Brasil morreu na fase de grupos em duas oportunidades: em 1966, na Inglaterra, sepultado por Eusébio e o time de Portugal e em 1930, no primeiro Mundial na Fifa, no Uruguai, depois de perder da Iugoslávia na estreia e em seguida vencer a Bolívia, em vão. Em 1934, na Itália, a disputa foi desde o início eliminatória, sem grupos, os brasileiros fizeram apenas um jogo, contra a Espanha e foram derrotados.

O Brasil não tem desfalques para a partida. O atacante Hulk está de volta ao time, no lugar do volante Ramires, após ficar fora do duelo contra o México em razão de dores musculares na coxa esquerda.

Pelo lado do combalido adversário, se não bastasse o fato de terem perdido os dois primeiros jogos na Copa e estarem eliminados, os camaroneses sofrem com problemas internos, de discussões por prêmios a brigas entre jogadores e acusações de presença de prostitutas na delegação. Os Leões não terão o volante Alex Song, suspenso, e não deverão ter o seu principal jogador, Samuel Eto'o ainda se recupera de lesão. 

Camarões x Brasil
Ficha Técnica
Local: Estádio Mané Garrincha, em Brasília (DF)
Data: 23 de junho de 2014, segunda-feira
Horário: 17 horas (de Brasília)
Arbitragem: Jonas Eriksson (Suécia), auxiliado por Mathias Klasenius e Daniel Warnmark (ambos da Suécia)

Camarões: Itandje; Mbia, Nkoulou, Chedjou e Nounkeu; Matip e Makoun; Moukandjo, Choupo-Moting e Enoh; Webo. Técnico: Volker Finke

Brasil: Júlio César; Daniel Alves, David Luiz, Thiago Silva e Marcelo; Luiz Gustavo, Paulinho e Oscar; Hulk, Fred e Neymar. Técnico: Luiz Felipe Scolari 

Rio Grande é campeão e São Gabriel leva a terceira vaga na Terceirona

Rafael Passos

Foto: Leandro Carvalho/JA
Em meio a Copa do Mundo, o futebol aguerrido do pampa não parou em nenhum momento. A disputa do Campeonato Gaúcho da Terceira Divisão chegou ao fim neste domingo (22), com a briga pelo título, entre Rio Grande e Guarani-VA, e a peleia pela terceira vaga para a Divisão de Acesso 2015.

O título da Terceira Divisão do Vovô veio com empate conquistado, no estádio Edmundo Feix, em Venâncio Aires. No primeiro jogo, o time da zona sul havia ganhado por 1 a 0. O Guarani saiu na frente com Henrique ao 4 minutos do segundo tempo, mas Tássio marcou o gol que carimbou o título ao time do técnico Julio Batisti.

Guarani-VA 1 x 1 Rio Grande
Ficha Técnica
Local: Estádio Edmundo Feix, em Venâncio Aires
Arbitragem: Diego Real, auxiliado por Julio Cesar Espinosa e Rafael Alves.
Gols: Henrique 4' 2T (G); Tássio 13' 2T (RG)

Guarani: Beker; Tinga (Maciel), Carlão, Marcio Nunes e Alê; Henrique, Felipe (Otavio), Bittencourt e Feijão; Fabio Alemão e Padilha (Cristian). Técnico Fabiano Daitx.

Rio Grande: Luciano; Anderson, Savio, Moller e Ednei; Alexandre, Tassio, Fabiano (Tainã) e Fernandes; Guerreiro (Flavinho) e Hemeque (Michel). Técnico: Julio Batisti.



Foto: Caderno7.com
Na disputa pela terceira vaga para a Divisão de Acesso 2015, o São Gabriel, após duas chances perdidas, conseguiu conquistar o seu lugar ao sol. Depois do empate sem gols em Palmeira das Missões, a equipe da terra dos Marechais derrotou o Palmeirense na tarde deste domingo por 2 a 1 no Estádio Municipal Sílvio de Faria Corrêa. O Tricolor abriu o placar aos 15 minutos, em uma cobrança de falta perfeita com Rodrigo Sirena. Ainda na primeira etapa, Jean Acosta, em uma falha do goleiro do Leão das Missões. Para dar um toque de dramaticidade, o Palmeirense descontou com Negretti aos 43 minutos.  Mais um gol daria a vaga para o Palmeirense.

A equipe são-gabrielense teve a primeira oportunidade de subir no primeiro turno, quando foi para final contra o Rio Grande, mas acabou sendo vice-campeão. A história se repetiu contra o Guarani-VA, também na final do segundo turno e na época o São Gabriel também ficou com o vice. Com isso, subiram para a Divisão de Acesso 2015: Rio Grande, Guarany-VA e São Gabriel.


Começa nesta segunda-feira a última rodada da 1ª fase da Copa do Mundo

Rafael Passos

Nesta segunda-feira (23), chegamos ao 13º dia de jogos da Copa do Mundo 2014. A 3ª e última rodada da primeira fase na Copa do Mundo terá início com quatro partidas. Até aqui, seis seleções já carimbaram o passaporte para as oitavas de final e cinco foram eliminadas. Entre as 11 seleções há quatro campeãs mundiais na lista. 

Pelo Grupo A, Brasil, México e Croácia brigarão pelas duas vagas no Grupo A. Os donos da casa enfrentam a já eliminada seleção camaronesa em Brasília. México e Croácia jogam em Recife, ambas partidas começam às 17h. 

No Grupo B,  Holanda e Chile já estão classificados. Os rivais decidirão apenas a liderança do grupo em São Paulo. Espanha e Austrália se despedem em Curitiba. Os dois jogos iniciam às 13h. 

Confira os classificados e os eliminados na Copa do Mundo:

Classificados:
Holanda
Chile
Colômbia
Costa Rica
Argentina
Bélgica

Eliminados:
Camarões
Austrália
Espanha
Inglaterra
Bósnia-Herzegóvina

México e Croácia jogam pela vida na Copa


A partida entre Croácia e México se enfrentam, nesta segunda-feira, às 17h, na Arena Pernambuco, no jogo do tudo ou nada. Quem ganhar, fica. Quem perder, cai fora. O México se classifica com um empate diante da Croácia. Para ser 1º do grupo, pode até empatar, contato que o Brasil perca; também é 1º se vencer por diferença de 2 gols a mais do que a vitória do Brasil sobre Camarões. Já a Croácia vença com uma vitória sobre o México ou, em caso de empate, se o Brasil perder para Camarões. Para ser primeiro precisa vencer e torcer para o Brasil não vencer seu jogo.


Croácia x México
Ficha Técnica
Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata-PE
Data: 23 de junho de 2014, segunda-feira
Horário: 17h (horário de Brasília)
Arbitragem: Ravshan Irmatov (UZB), auxiliado por Abdukhamidullo Rasulov (UZB) e Bakhadyr Kochkarov (Quirguistão)

Croácia: Pletikosa; Srna, Corluka, Lovren e Pranjic; Modric, Rakitic, Perisic, Sammir e Olic; Mandzukic Técnico: Niko Kovac

México: Ochoa; Aguilar; Rodríguez, Rafa Márquez, Hector Moreno e Layun; Vázquez, Herrera e Guardado; Giovanni dos Santos e Oribe Peralta Técnico: Miguel Herrera

Os jogos do Grupo B estão marcados para às 13h. Um dos encontros, entre a atual campeã Espanha e a Austrália será apenas para cumprir tabela, em Curitiba, já que ambos não tem condições de ir às oitavas, enquanto Holanda e Chile definem o líder da chave, em São Paulo.

Da parte holandesa, o técnico Louis Van Gaal cuspiu marimbondos por ter que jogar neste horário. Depois de golearem a Espanha por 5 a 1, a equipe venceu a Austrália por 3 a 2 e soma oito tentos no Mundial. Com isso, chega à partida com a vantagem do empate para ficar com a ponta ante os chilenos: tem saldo 5, contra 4 dos adversários. Os times pegarão quem se classificar do grupo A, de Brasil, Croácia e México.

Van Gaal não poderá contar com o atacante Robin Van Persie. O artilheiro e capitão está suspenso para o jogo. Além disso, o zagueiro Bruno Martins Indi ainda se recupera de contusão sofrida contra a Austrália e também é desfalque. O comandante não revelou a escalação, mas deve ir ao jogo com no 4-3-3. Pelos testes que fez nos últimos dias, a mídia holandesa especula que Lens, Kuyt e Depay brigam pelas duas vagas ao lado de Robben na frente. No meio, Wijnaldum deve entrar no lugar de De Guzman, pendurado.

Do lado chileno, o destaque é o meia Arturo Vidal. O jogador, preocupação no começo da Copa, garantiu que está em ótimas condições físicas e ainda demonstrou o ânimo do elenco. A equipe não tem nenhum jogador suspenso para a partida. Aránguiz, recuperado de lesaõ no tornozelo, Mena e Vidal estão pendurados. A dúvida é o qual esquema que o técnico Jorge Sampaoli utilizará, com três zagueiros ou não.

Holanda x Chile
Ficha Técnica
Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 23 de junho de 2014, segunda-feira
Horário: 13 horas (de Brasília)
Arbitragem: Bakary Gassama (Gambia), auxiliado por Evarist Menkouande (Camarões) e Felicien Kabanda (Rwanda)

Holanda: Cillessen; Janmaat, de Vrij, Vlaar e Blind; Wijnaldum, De Jong e Sneijder; Robben, Lens e Kuyt
Técnico: Louis Van Gaal

Chile: Bravo; Silva (Valdivia), Medel e Jara; Isla, Díaz, Aránguiz, Mena e Vidal; Sanchez e Vargas
Técnico: Jorge Sampaoli

Espanha e Austrália se despedem da Copa 


Nesta segunda-feira, 23 de junho de 2014, ficará na história das Copas, pois marcará o fim de uma era. A seleção ibérica deixa o seu trono de vez. Eliminada precocemente na fase de grupos da Copa, a ainda campeã mundial se despede do Brasil contra a Austrália, às 13h, na Arena da Baixada, em Curitiba. 

Pelo lado australiano, que sai orgulhoso apesar da desclassificação, a principal ausência é Tim Cahill. O veterano meia-atacante, autor do provável gol mais bonito do Mundial até agora, está suspenso e fez sua despedida das Copas em Porto Alegre. 

Austrália x Espanha
Ficha Técnica
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 23 de junho, segunda-feira
Horário: 13h (de Brasília)
Arbitragem: Nawaf Shukralla (Bahrein), auxiliado por Yaser Abdulla Tulefat e Ebrahim Moosa Saleh (ambos do Bahrein)

Austrália: Ryan; McGowan, Wilkinson, Spiranovic e Davidson; Jedinak, McKay e Bresciano; Halloran (Bozanic), Oar e Leckie. Técnico: Ange Postecoglou.

Espanha: Reina; Juanfran, Sergio Ramos, Albiol e Alba; Xabi Alonso, Koke e Mata; Iniesta, Fábregas (Cazorla) e David Villa. Técnico Vicente del Bosque.

sábado, 21 de junho de 2014

Décimo dia da Copa tem record igualado, gol salvador de Messi e vitória das águias

Rafael Passos

Este sábado (21) foi ao mesmo tempo frustrante e emocionante para algumas torcidas. A frustração veio pelo lado argentino, Los hermanos passaram aperto para vencer o Irã por 1 x 0 no Mineirão, em Belo Horioznte. Quem esperava uma goleada Albiceleste ficou decepcionado. O único gol foi marcado foi aos 46 do segundo tempo. Messi recebeu na ponta direita, limpou para o meio e soltou a bomba de fora da área, no ângulo de Haghighi.
 
A Argentina agora lidera o grupo F com seis pontos, e o Irã permanece com um ponto. No dia 25 de junho, os confrontos finais do grupo são Nigéria x Argentina em Porto Alegre, e Bósnia x Irã, em Salvador, ambos às 13h.

Argentina 1 x 0 Irã
Ficha Técnica
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte
Arbitragem: Milorad Mazic (Sérvia), auxiliado por Milovan Ristic (Sérvia) e Dalibor Djurdjevic (Sérvia)
Gol: Messi 45´2T
Cartões Amarelos: Masoud Shojaei, Javad Nekounam (I)
Público: 57. 968 espectadores
 
Argentina: Sergio Romero; Pablo Zabaleta, Ezequiel Garay, Federico Fernández, Marcos Rojo, Fernando Gago, Javier Mascherano, Di María (Biglia), Lionel Messi, Sergio Agüero (Lavezzi), Gonzalo Higuaín (Palácio).Técnico: Alejandro Sabella
 
Irã: Alireza Haghighi; Pejman Montazeri, Amir Hossein, Jalal Hosseini, Mehrdad Pooladi, Timotian Andranik, Javad Nekounam, Ashkan Dejagah (Alireza), Ehsan Hajysafi (Reza Haghighi), Masoud Shojaei (Heydari), Reza Ghoochannejhad.
Técnico: Carlos Queiroz

A emoção ficou por conta do confronto Alemanha e Gana no Castelão, em Fortaleza. O desafio terminou empatado por 2 a 2. Gotze e Klose marcaram para os europeus, enquanto Ayew e Asamoah anotaram para os africanos. Com o tento, o alemão igualou o recorde de 15 gols de Ronaldo em Copas do Mundo.
 
Com o empate, os alemães chegaram aos quatro pontos se mantendo no topo do grupo. Gana, por sua vez, chegou ao seu primeiro ponto, na terceira posição, ao menos de maneira provisória. Isso porque Estados Unidos e Portugal se enfrentam no domingo pelo complemento da rodada.
 
Alemanha volta a campo na próxima quinta-feira, para enfrentar os Estados Unidos, às 13h, na Arena Pernambuco. Já a Seleção de Gana joga no mesmo ia e horário contra Portugal, no Mané Garrincha, em jogos válidos pela rodada final da fase de grupos.

Alemanha 2 x 2 Gana
Ficha Técnica
Local: Arena Castelão, em Fortaleza
Arbitragem: Sandro Meira Ricci (Brasil), auxiliado por Emerson de Carvalho (Brasil) e Marcelo Van Gasse (Brasil)
Gols: Götze 5' 2T, Klose 25' 2T (A); Andre Ayew 8' 2T, Asamoah Gyan 17' 2T (G)
Cartão Amarelo: Sulley Muntari (G)
Público: 59.621 espectadores
 
Alemanha: Manuel Neuer; Jérôme Boateng (Mustafi), Per Mertesacker, Mats Hummels, Benedikt Höwedes; Philipp Lahm, Sami Khedira (Schweinsteiger), Toni Kroos, Mesut Özil, Mario Götze (Klose) e Thomas Müller. Técnico: Joachim Löw
 
Gana: Dauda, Afful, Boye, Mensah, Kwadwo Asamoah; Muntari, Rabiu (Badu), Boateng (Jordan Ayew), Atsu (Wakaso), André Ayew e Asamoah Gyan. Técnico: Akwasi Appiah

No último jogo do dia, a Nigéria, conhecida como Águias Negras, venceu a Bósnia-Herzegovina por 1 a 0 na Arena Pantanal, em Cuiabá. O único gol da partida foi marcado Odemwingie aos 29 minutos do primeiro tempo. A vitória da Nigéria foi a primeira em uma Copa do Mundo desde o Mundial de 1998, na França.
 
Com a vitória, a Nigéria dá um passo importante para garantir a vaga nas oitavas de final. A Águia chega aos 4 pontos conquistados e agora ocupa a vice-liderança do Grupo F. Já a Bósnia está na lanterna do grupo.
 
Na última rodada da fase de grupos da Copa do Mundo, a Nigéria enfrenta a Argentina, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre. Já a Bósnia cumpre tabela contra o Irã, na Arena Fonte Nova,em Salvador. Os dois jogos serão realizados na próxima quarta-feira, às 13h.

Nigéria 1 x 0 Bósnia-Herzegovina
Ficha Técnica
Local: Arena Pantanal, em Cuiabá
Arbitragem: Peter O Leary (NZL), auxiliado por Jan Hendrik Hintz (NZL) e Mark Rule (NZL)
Gol: Odemwingie 29´1T
Cartões Amarelos: Mikel (N); Medunjanin (B)
Público: 40.499 espectadores
 
Nigéria: Enyeama; Ambrose, Yobo, Oshaniwa e Omerou; Onazi, Mikel, Musa (Ameobi), Odemwingie e Babatunde (Uzoenyi); Emenike. Técnico: Stephen Keshi
 
Bósnia: Begovic; Mujdza, Sunjic, Spahic e Medunjanin (Susic); Pjanic, Besic, Hajrovic (Ibiševic), Misimovic e Lulic (Salihovic); Dzeko. Técnico: Safet Susic

Costa Rica vence Itália, França goleia Suíça e Equador vence de virada Honduras

Rafael Passos

O nono dia da Copa foi marcado por uma surpreendente vitória da Costa Rica sobre a Itália, fazendo o time centro-americano garantir sua classificação às oitavas de final e de quebra selou a eliminação da Inglaterra, que dependia de uma vitória italiana para se manter no Mundial.
 
Depois disso, veio a partida com o maior número de gols da Copa 2014 até o momento. Suíça 2 x 5 França. Os franceses atropelaram os suíços em Salvador e praticamente garantiram sua passagem as oitavas de final.
 
Pelo mesmo grupo, o E, o Equador ganhou de virada de Honduras por 2 a 1 e ganhou uma sobrevida, como segundo colocado do grupo.
 
Quando o sorteio dos grupos da Copa do Mundo foi realizado e foram colocados na mesma chave Itália, Inglaterra, Uruguai e Costa Rica, ninguém em sã consciência imaginaria o desfecho do chamado "Grupo da morte". Os costarriquenhos desbancaram três, isso mesmo, três campeões mundiais e ganhou o posto da maior “zebra” da Copa do Mundo. Na tarde desta sexta-feira (20), venceram a Itália pelo placar de 1 a 0, com gol do capitão Bryan Ruiz, na Arena Pernambuco.
 
Com a classificação confirmada, a Costa Rica carimba também a eliminação da Inglaterra. O English Team ainda não pontuou no torneio. Para ficar com a liderança, a Costa Rica precisa apenas de um empate contra mais uma campeã do Mundo, a eliminada Inglaterra. Já o outro classificado, sairá no confronto entre Itália e Uruguai, os italianos jogam pelo empate para ficar com a vaga.
 
Na próxima partida, a Costa Rica tenta a primeira colocação do Grupo D diante da Inglaterra na terça-feira (24), às 13h, no Estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. Já Itália e Uruguai buscam a classificação no confronto marcado para o mesmo dia e horário, na Arena das Dunas, em Natal.
 
Itália 0 x 1 Costa Rica
Ficha Técnica
Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata-PE
Arbitragem: Enrique Osses (CHI), auxiliado por Carlos Astroza (CHI) e Sergio Roman (CHI)
Gol: Bryan Ruiz 44' 1T
Cartões Amarelos: Balotelli (I); Cubero (CR)
Público: 40.285 espectadores
 
Itália: Buffon; Abate, Barzagli, Chiellini e Darmian; De Rossi, Thiago Motta (Cassano), Pirlo, Marchisio (Cerci) e Candreva (Insigne); Balotelli. Técnico: Cesare Prandelli
 
Costa Rica: Navas; Umaña, Duarte e Giancarlo González; Gamboa, Tejeda (Cubero), Borges, Crístian Bolaños e Junior Díaz; Brayan Ruiz (Brenes) e Joel Campbell (Ureña). Técnico: Jorge Luís Pinto
 
Eu estou começando a acreditar na história que contam que Deus é baiano. O criador realmente gosta de Salvador. Depois do atropelamento holandês em cima da Espanha e da goleada alemã em Portugal, foi a vez da França golear. Em tarde inspirada, Le Bleus, venceram a Suíça na tarde desta sexta-feira, por 5 a 2, ficou muito perto da classificação para as oitavas de finais da Copa do Mundo e manteve uma média incrível de 5,6 gols por jogo na Arena Fonte Nova. A partida foi válida pela segunda rodada do Grupo E.
 
Com 100% de aproveitamento, a França chegou aos seis pontos e se isolou na liderança. Já a Suíça estacionou nos três e ainda continua com chances de avançar para as oitavas de finais.
 
Na última rodada, a França vai ter pela frente o Equador, na próxima quarta-feira (24), no Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro. No mesmo dia, mas em Manaus, na Arena da Amazônia, a Suíça enfrenta a Honduras.
 
Suíça 2 x 5 França
Ficha Técnica
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador-BA
Arbitragem: Björn Kuipers (HOL), auxiliado por Sander van Roekel e Erwin Zeinstra (ambos HOL)
Gols: Dzemaili 36´2T, Xhaka 42' 2T (S); Giroud 15' 1T, Matuidi 16' 1T, Valbuena 40' 1T, Benzema 21' 2T, Sissoko 28´ 2T (F)
Cartão Amarelo: Cabaye (F)
Público: 51.003 torcedores
 
Suíça: Diego Benaglio; Stephan Lichtsteiner, Von Bergen (Philippe Senderos), Johan Djourou, Ricardo Rodriguez, Gökhan Inler, Valon Behrami (Dzemaili), Granit Xhaka, Xherdan Shaqiri, Admir Mehmedi e Haris Seferovic (Drmic). Técnico: Ottmar Hitzfeld
 
França: Hugo Lloris; Mathieu Debuchy, Raphaël Varane, Mamadou Sakho (Koscielny), Patrice Evra; Yohan Cabaye, Blaise Matuidi, Moussa Sissoko, Mathieu Valbuena (Griezmann), Olivier Giroud (Pogba) e Karim Benzema. Técnico: Didier Deschamps
 
No último jogo do dia, a seleção do Equador saiu atrás, mas reagiu diante de Honduras e garantiu a vitória por 2 a 1, graças a Enner Valencia que anotou os dois tentos, na Arena da Baixada, em jogo válido pela 2ª rodada do Grupo E. Já o time da América Central marcou com Costly, que quebrou um jejum de 32 anos de Honduras sem fazer um gol em Copas do Mundo.
 
Com a vitória o Equador chegou aos três pontos, ocupando a vice-liderança do Grupo, atrás somente da França que possui seis e goleou a Suíça, por 5 a 2. Já Honduras é a lanterna com nenhum ponto. Honduras volta a campo na próxima quarta-feira (24), às 17h, contra a Suíça, na Arena da Amazônia. Já Equador joga no mesmo dia e horário contra a França, no Maracanã. Os confrontos são válidos pela última rodada da fase de grupos.

Honduras 1 x 2 Equador
Ficha Técnica
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Arbitragem: Benjamin Willians (AUS), auxiliado por Matthew Cream e Hakan Anaz (ambos AUS)
Gols: Costly 31´ 1T (H); Enner Valencia 34´ 1T e 20´ 2T
Cartões Amarelos: Beckeles, Bengtson (H); Antonio Valencia, Enner Valencia, Montero (E)
Público: 39.224 pessoas
 
Honduras: Valladares; Beckeles, Bernárdez, Figueroa e Izaguirre (Juan Carlos Garcia); Claves, Garrido (Mario Martinez), Boniek Garcia (Marvin Chavez) e Espinoza; Bengtson e Costly. Técnico: Luis Fernando Suárez
 
Equador: Domínguez; Paredes, Guagua, Erazo e Ayoví; Minda (Gruezo), Noboa, Antonio Valencia e Montero (Achilier); Enner Valencia e Caicedo (Edison Mendez). Técnico: Reinaldo Rueda
 

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Veja os destaques da sexta-feira na Copa do Mundo

Rafael Passos

Está sexta-feira (20), pós-feriado de Corpus Christi tem bons jogos no nono dia da Copa do Mundo. A primeira partida do dia acontece na Arena Pernambuco, em Recife, entre Itália e Costa Rica. O jogo das seleções, que ganharam, respectivamente, de Inglaterra e Uruguai em sua estreia no torneio, começa às 13h.

Na sequência, às 16h, a Suíça, que venceu o Equador no primeiro jogo do Mundial, encara a França, que venceu Honduras. O embate será na Fonte Nova, em Salvador. No último confronto do dia será entre Equador e Honduras, às 19h, na Arena da Baixada, em Curitiba.

Em Recife, Itália e Costa Rica fecham a 2ª rodada do Grupo D. O duelo pode ser o da vida costarriquenha. Isso pode acontecer caso Costa Rica vença os italianos, neste caso, a Squadra Azzurra e Uruguai duelariam pela segunda vaga na terceira rodada. Se a Itália vencer, ainda haveria a possibilidade de um empate triplo na terceira rodada, com italianos, uruguaios e costarriquenhos com seis pontos.

Dentro do campo, o grande destaque dos italianos é o retorno do goleiro Gianluigi Buffon. Recupado de lesão no tornozelo esquerdo, ele reassume o posto de titular. Aos 36 anos, Buffon está em sua quinta Copa do Mundo, recorde ao lado do alemão Lothar Matthaus e do mexicano Carbajal. O italiano esteve nos Mundiais de 98, onde não jogou, 2002, 2006 e 2010, quando jogou só 45 minutos. Na Costa Rica, o destaque é o atacante Joel Campbell, do Olympiacos, destaque no jogo diante dos uruguaios.

Itália x Costa Rica
Ficha Técnica
Local: Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata-PE
Data: 20 de junho de 2014, sexta-feira
Horário: 13 horas (de Brasília) 
Arbitragem: Enrique Osses (CHI), auxiliado por Carlos Astroza (CHI) e Sergio Roman (CHI)

Itália: Buffon; Abate, Barzagli, Chiellini e Darmian; De Rossi, Thiago Motta, Pirlo, Marchisio e Candreva; Balotelli. Técnico: Cesare Prandelli

Costa Rica: Navas; Umaña, Duarte e Giancarlo González; Gamboa, Tejeda, Borges, Crístian Bolaños e Junior Díaz; Brayan Ruiz e Joel Campbell. Técnico: Jorge Luís Pinto

No jogo na Fonte Nova, em Salvador, que assistiu dois jogos históricos, as goleadas da Holanda sobre a Espanha (5 a 1), e da Alemanha em cima de Portugal (4 a 0), França e Suíça se enfrentam em duelo válido pela 2ª rodada do grupo E. 

O confronto entre as seleções europeias será 250º jogo entre países do continente na história da Copa do Mundo. Depois de atropelar Honduras na estreia, 3 a 0, em Porto Alegre, a França encara a Suíça, time que penou para bater o Equador. Na França, o técnico Didier Deschamps deve manter o meio-campo formado por Cabaye, Matuidi e Pogba, além do trio de atacantes Valbuena, Griezmann e Benzema. 

Em sua coletiva pré-jogo, Hitzfeld afirmou que todos os atletas estão com condição de jogo, mas não deu pistas se irá mudar o time. Contra o Equador, na estreia da Copa, o treinador se mostrou muito satisfeito com as entradas dos atacantes Mehmedi e Seferovic, que marcaram os gols da virada por 2 a 1. Caso eles ganhem as posições, Stocker e Drmic saem da equipe.

Suíça x França
Ficha Técnica 
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador-BA 
Data: 20 de junho de 2014, sexta-feira
Horário: 16h (horário de Brasília) 
Arbitragem: Björn Kuipers (HOL), auxiliado por Sander van Roekel e Erwin Zeinstra (ambos HOL)

Suíça: Benaglio; Lichtsteiner, Djourou, von Bergen e Rodríguez; Bahrami, Inler e Xhaka; Shaqiri, Stocker (Mehmedi) e Drmic (Seferovic). Técnico: Ottmar Hitzfeld

França: Lloris; Debuchy, Varane, Sakho e Evra; Cabaye, Matuidi e Pogba. Valbuena, Griezmann e Benzema. Técnico: Didier Deschamps

No jogo entre os perdedores da 1ª rodada do Grupo E, Equador e Honduras jogam para continuar com chances de classificação no mundial. A partida acontece na Arena da Baixada, em Curitiba, a partir das 19h. O técnico de Honduras, terá o desfalque de Wilson Palacios, expulso na derrota para a França por 3 a 0. Em seu lugar, entrará Jorge Claros. O resto do time centro-americano deve erá o mesmo da partida em Porto Alegre. O Equador também deverá mudanças. Reinaldo Rueda revelou ter testado duas variações na equipe.

Honduras x Equador
Ficha Técnica
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR)
Data: 20 de junho de 2014, sexta-feira
Horário: 19 horas (de Brasília) 
Arbitragem: Benjamin Willians (AUS), auxiliado por Matthew Cream e Hakan Anaz (ambos AUS)

Honduras: Valladares; Beckeles, Bernárdez, Figueroa e Izaguirre; Claves, Garrido, Najar e Espinoza; Bengtson e Costly. Técnico: Luis Fernando Suárez

Equador: Domínguez; Paredes, Guagua, Erazo e Ayoví; Gruezo, Noboa, Antonio Valencia e Montero; Enner Valencia e Caicedo. Técnico: Reinaldo Rueda